Capital
Postada por:  Jardel Viana,  em  27/11/2017 às 07h49
Link:
Velocidade é o que mais influencia na ocorrência de acidentes em Fortaleza, diz estudo
Um em cada três acidentes ocorridos em Fortaleza em 2016 teve a velocidade como fator de influência.

27/11/2017 às 07h49
O excesso de velocidade é o principal fator entre as causas que influenciam na ocorrência de acidentes de trânsito em Fortaleza. Conforme Relatório de Segurança Viária, 3 dos 27.492 acidentes ocorridos na capital cearense em 2016 teve a velocidade como causa do sinistro.

O ranking dos acidentes mostra também, como fatores, o desenho da urbanização (27%), conversão sem dar a preferência (20,6%) e condução sem habilitação (15,9%). Juntos, esses fatores foram causas de quase todos (96,8%) os acidentes ocorridos em 2016 em Fortaleza.

O estudo divulgado pela Prefeitura de Fortaleza mostra também os cruzamentos mais perigosos da capital cearense e que as colisões são a quinta maior causa de morte no município.

Acidentes em Fortaleza em 2016

  • 27.492 foi o total de acidentes em Fortaleza em 2016
  • 14.873 acidentes com vítimas feridas
  • 12.345 acidentes com somente danos materiais
  • 274 acidentes com vítimas fatais
  • R$ 730,9 milhões foram gastos em decorrência dos acidentes

A publicação, realizada com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global, analisa as principais causas de acidentes no trânsito de Fortaleza, as ações já implementadas e oferece caminhos para a política pública.

Com cerca de 4 mil quilômetros de malha viária e uma frota de 1.039.062 veículos, onde as motocicletas representam 26,8% do total, segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de dezembro de 2016. Atualmente, a capital apresenta uma taxa de motorização de 2,51 hab./veículo.
Perfil das vítimas

O perfil de pessoas que mais morrem no trânsito da capital repete o do ano anterior. São homens, entre 18 e 59 anos, que representam 80% das vítimas.

Mais da metade das mortes no trânsito ocorre com motociclistas, correspondendo a 52,7%. Em seguida, são os pedestres (30,2%), ocupantes de veículos de quatro rodas (8,9%), e ciclistas (7,8%).




Por G1/CE








19/06/2018
Bispo comenta empenho da Igreja católica no diálogo ecumênico
19/06/2018
Prefeituras ainda buscam auxílio por desabastecimento
19/06/2018
Dois grupos prioritários ainda não atingiram meta de vacinação contra gripe...
19/06/2018
10 anos de Lei Seca: número de fortalezenses que dirigem embriagados cai 21...
08/06/2018
Em Tianguá, jovem de 16 anos morre após descarga elétrica conduzida por cel...

 

 

RÁDIO GEM'S EDUCATIVA FM 103,5 MHz
Rua. Nossa Senhora da Conceição 147, Reriutaba - CE
(88) 3637-2085 - (88) 9-9939 8209

 Online Agora:

  23

 Visitas:

  4859239