Saúde
Postada por:  Jardel Viana,  em  05/04/2017 às 15h03
Link:
Consumo frequente de antibióticos favorece surgimento de pólipos
Mulheres submetidas a tratamentos longos com antibióticos têm mais risco de ter pólipos no cólon ou no reto em comparação às demais.

05/04/2017 às 15h03

Pessoas que tomaram antibióticos de maneira importante entre os 20 e os 60 anos apresentaram maior frequência de pólipos, pequenas lesões benignas na parede do intestino que podem, a longo prazo, se transformar em câncer, revela um estudo publicado nesta quarta-feira pela revista médica "Gut".

O estudo analisou 16.600 mulheres americanas com mais de 60 anos que realizaram colonoscopia, incluindo 1.195 que apresentaram pólipos ou adenomas colorretais.

Os autores do estudo, publicado na revista do grupo British Medical Journal, observaram que mulheres submetidas a tratamento com antibióticos durante ao menos dois meses acumulados entre os 20 e os 39 anos tinham 36% mais probabilidade de ter pólipos no cólon ou no reto em relação às demais.

Entre as mulheres que receberam antibióticos durante ao menos dois meses entre os 40 e os 59 anos, a possibilidade de pólipos é 69% maior em relação às demais, segundo os autores do estudo, da Harvard Medical School e da Harvard TH Chan School of Public Health, em Boston.

Alteração da flora intestinal

O estudo constata uma situação estatística, mas não estabelece uma relação de causa e efeito entre o consumo de antibióticos e o surgimento de pólipos. Mas esta relação teria uma "explicação biológica plausível", já que os antibióticos alteram a flora intestinal ao reduzir a quantidade e a diversidade das bactérias presentes.

Outros estudos já observaram a redução de algumas bactérias e a proliferação de outras em pacientes com câncer colorretal.

"A estes dados se somam o que já se conhece sobre sobre a importância da flora intestinal para nossa saúde", comentou Sheena Cruickshank, especialista em imunologia da Universidade de Manchester, que não participou do estudo.

Mas os autores não levaram suficientemente em conta a contribuição dos hábitos alimentares das mulheres que apresentaram pólipos, e nem o eventual impacto da presença de antibióticos em sua alimentação, provenientes dos tratamentos aplicados a animais de abate.

Os antibióticos são "medicamentos essenciais para tratar as infecções bacterianas e, quando utilizados corretamente, podem salvar a vida", acrescenta Cruickshank.

 

 

Por G1/Bem Estar









19/06/2018
Bispo comenta empenho da Igreja católica no diálogo ecumênico
19/06/2018
Prefeituras ainda buscam auxílio por desabastecimento
19/06/2018
Dois grupos prioritários ainda não atingiram meta de vacinação contra gripe...
19/06/2018
10 anos de Lei Seca: número de fortalezenses que dirigem embriagados cai 21...
08/06/2018
Em Tianguá, jovem de 16 anos morre após descarga elétrica conduzida por cel...

 

 

RÁDIO GEM'S EDUCATIVA FM 103,5 MHz
Rua. Nossa Senhora da Conceição 147, Reriutaba - CE
(88) 3637-2085 - (88) 9-9939 8209

 Online Agora:

  28

 Visitas:

  4860210